Mensagens recentes

Páginas: [1] 2 3 4 5 6 7 8 9 10
1
Desporto (Geral) / 22 BET - Ganhe dinheiro apenas por participar
« Última mensagem por Nice_Man em Agosto 12, 2019, 21:33:39 »
Olá , independentemente deste forum sobrenatural fiz um novo fórum de desporto  :D

Com prémios  ;)

Todos os meses darei os seguintes prémios

- 122 euros ao membro mais participativo no meu forum
- 75 euros ao membro que traga mais membros a participar

Todos os meses serão esses premios  ;)

Aqui fica o convite :P

Clike no banner

2
Assuntos Místicos Generalistas / A Flor da Vida
« Última mensagem por Athena em Julho 26, 2019, 18:41:21 »
Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


A Flor da Vida é o nome moderno dado a uma figura geométrica composta de múltiplos círculos sobrepostos, uniformemente espaçados e dispostos de maneira a formar um padrão semelhante a uma flor.

É considerada por alguns como um símbolo da geometria sagrada e como um talismã, que retrata as formas fundamentais do espaço e do tempo.

A flor é considerada uma expressão visual das conexões que a vida tece, como um resumo das informações básicas sobre todas as formas de vida. Existem muitas crenças espirituais associadas à Flor da Vida e, por isso, a forma geométrica aparece em diversas representações artísticas da antiguidade.

Flor da vida animação

A Flor da Vida é composta por alguns estágios. Ela é formada por sete círculos com simetria, dando origem a um padrão. Segundo alguns pesquisadores, a Flor da Vida é um símbolo que representa os sete dias da criação de Deus.

Estagios criação da Flor da Vida, Sete círculos com simetria
Estágios da criação da Flor da Vida - Sete círculos com simetria.

No século XIII, um grupo cabalista da França conseguiu, através da interpretação geométrica, dividir todo o alfabeto hebraico em uma ordem usando a Flor da Vida. O alfabeto resultante foi notavelmente semelhante ao do sábio religioso Rashi, que escreveu comentários sobre o Antigo Testamento.

Considerada uma forma da geometria sagrada, essa figura teria uma relação com a consciência. A figura geométrica aparece em diversas obras consagradas, como no Templo de Osíris, em Abidos, no Egito, que contém os mais antigos exemplos da Flor da Vida, que podem ser datados de 6.000 a 10.500 a.C.

Fonte: Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
3
Outras Abordagens e Conhecimentos Espirituais / Linhas Ley - o que são?
« Última mensagem por Athena em Julho 17, 2019, 13:08:21 »
Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Linhas de Ley são supostos alinhamentos entre vários lugares de interesse geográfico e histórico, tais como monumentos megalíticos, cumes, cordilheiras e cursos de água. A frase foi cunhada em 1913 pelo arqueólogo amador Alfred Watkins, em seu livro Early British Trackways e The Old Straight Track. Ele procurou identificar sinais e pegadas de povos antigos nos campos britânicos. Watkins mais tarde desenvolveu a teoria de que estes alinhamentos foram criados para facilitar o deslocamento através de navegação por linhas de visão, no período Neolítico, e que teriam persistido na paisagem ao longo de milênios.

No livro The View Over Atlantis (1969), o escritor John Michell reviveu o termo "linha de ley", associando-as a teorias místicas e espirituais sobre os alinhamentos e as formas nas montanhas e paisagem, tendo como base o conceito chinês do feng shui. Ele acreditava que uma rede mística de linhas de ley existiria em toda a Grã-Bretanha.

Desde a publicação do livro de Michell, sua versão espiritualizada tem sido adotada por outros autores e aplicada a paisagens em diversos lugares ao redor do mundo. Ambas as versões da teoria são criticadas por estudiosos com o argumento de que, na distribuição aleatória de um número suficiente de pontos sobre um plano, inevitavelmente criam-se pontos alinhados randomicamente, por acaso.

The Old Straight Track (a velha pista em linha reta)
O conceito das Linhas de Ley desenvolvido por Alfred Watkins em Early British Trackways e em The Old Straight Track também baseou-se em ideias anteriores sobre alinhamentos; em particular, ele cita o trabalho do astrônomo Inglês Norman Lockyer, para quem os alinhamentos antigos podem ter origem na orientação para o nascer e o pôr do sol nos solstícios.

Em 30 de junho de 1921, Alfred Watkins visitou Blackwardine, em Herefordshire, e estava dirigindo em uma estrada perto dessa localidade (atualmente quase desaparecida). Atraído pela investigação arqueológica nas proximidades de um acampamento romano, ele parou o carro para comparar a paisagem de cada lado da estrada com as características marcadas em seu mapa. Enquanto olhava para a cena do entorno e consultava o mapa, ele viu, segundo descreve seu filho, "como uma fileira de luzes de fadas", uma série de alinhamentos retos com várias características antigas, como pedras de pé, caminhos de cruzes, calçadas, castros, igrejas em antigos montes. Ele percebeu imediatamente que o potencial da descoberta tinha de ser verificado a partir do alto e, durante essa observação, notou que muitos dos caminhos pareciam ligar um morro ao outro em uma linha reta.

Watkins cunhou o termo "ley", pelo menos em parte, porque as linhas passavam por lugares cujos nomes continha a sílaba ley, afirmando que filólogos definiram a palavra (escrito também, lea, lee, ou lai) de forma diferente, mas o tinha interpretado mal. Ele acreditava que esse era o nome que os antepassados davam a essas linhas e caminhos, preservado no uso moderno. Watkins acreditava que, em tempos antigos, quando a Grã-Bretanha era densamente florestada, o país era cruzado por uma rede de rotas de viagem em linha reta, com características proeminentes da paisagem servindo ​​como pontos de navegação. Esta observação foi tornada pública durante uma reunião do clube naturalista de Hereford em setembro de 1921.


Castelo Snodhill em Dorstone.
Seu trabalho remete ainda a uma tese de GH Piper apresentado ao Woolhope Clube em 1882, na qual Piper ressaltava que: "A linha traçada a partir da montanha Ysgyryd Fawr ao norte de Arthur Stone, Herefordshire, passaria por cima do acampamento e do ponto mais ao sul da colina Hatterall Colina, Oldcastle (Monmouthshire), Longtown Castle e Urishay Castle e Dorstone Castle." Também tem sido sugerido que seria mera especulação de Watkins (que ele chamou de suposição),[1] resultado da leitura de uma anotação em setembro de 1870 por William Henry e entregue ao British Archaeological Association em Hereford, intitulada Boundaries and Landmarks. Nela, Henry especulava que "Monumentos existem para marcações de grandes linhas geométricas, que cobrem toda a Europa Ocidental."[9] Watkins publicou um comentário em seu livro Early British Trackways, no ano seguinte, afirmando que "Eu não sabia nada em 30 de junho do que eu vos comunico agora".

Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
4
Assuntos Místicos Generalistas / Data Limite de Chico Xavier
« Última mensagem por Athena em Julho 10, 2019, 18:20:37 »
Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


Certamente você já ouviu falar sobre a data limite de Chico Xavier. Muitos religiosos que seguem os ideais espíritas sabem das revelações que o médium mais conhecido do Brasil mencionou sobre o ano de 2019. Por isso, confira agora um pouco sobre as teorias desse homem sobre o tão esperado (ou temido) fim do mundo.

O início da história sobre a data limite de Chico Xavier
O espiritismo tem na figura de Alan Kardec a grande inspiração. O consolidador dessa forma de estudar e se relacionar com o campo místico que é o espiritismo. Kardec escreve “O livro dos Espíritos”, obra que é o marco inicial desse ramo religioso que no Brasil tem vários adeptos, e tem Chico Xavier como seu principal símbolo.

O que encanta a todos é que o espiritismo é fundamentado por premissas filosóficas e têm métodos explicativos para sua doutrina bastante racionais. Também tem sua teologia baseada nos ensinamentos de Jesus Cristo.

E o que tem a ver Chico Xavier? Ele é um dos mais representativos médiuns que surgiu no país. Contribuiu consideravelmente para cimentar os ensinamentos de Kardec no Brasil, e escreveu várias obras que são material de estudo para todos os espíritas.
Antes de falarmos sobre o que se refere a data limite de Chico Xavier, vale conhecer um pouco de seu legado.

Aproveite e confira agora as premonições para 2019
O legado de Chico Xavier
Nascido Francisco Cândido Xavier, um mineiro da cidade de Pedro Leopoldo, o médium foi uma das mais proeminentes figuras brasileiras do século XX. Chico Xavier, como ficou conhecido, psicografou mais de 400 livros, que se dividiam em prosas e poesias.

Era filho de Maria João de Deus e João Cândido Xavier, e logo criança apresentou sinais de sua mediunidade, quando em determinada situação, falou para seu pai detalhes bem específicos de como acontecia uma gravidez. Porém, isso não lhe eximiu de levar uma vida sofrível. Logo perdeu a mãe, e precisou ir morar com uma madrinha, que lhe maltratava. Entretanto, isso não se estendeu muito e ele voltou a morar com seu pai.

Mas, passada uma juventude sofrida, Chico Xavier estudou e trabalhou, até que decidiu usar seus dons para ajudar os mais necessitados. Seus livros publicados têm os direitos autorais dedicados às instituições espíritas que ajudam pessoas carentes em todo país. Esse é o grande legado de Chico, sua vasta obra apoia esse lindo trabalho realizado pelos centros espíritas, e desenvolve projetos significativos para milhares de comunidades pelo Brasil.

Entenda quais serão as influências da transição planetária
O que é a data limite de Chico Xavier?

Ao longo de toda sua vida Chico Xavier foi seguido por pessoas de todo o país. Por isso, fez bons amigos, e sempre estendia longas conversas com eles. Os mais próximos se tornaram reprodutores da mensagem de Chico, e nesse rol figuram dois nomes que ficaram conhecidos por levar a frente um conjunto de previsões: Geraldo Lemos Neto e Marlene Nobre. A data limite de Chico Xavier é o conjunto dessas revelações, que foram transmitidas pelo médium no ano de 1986 para os dois amigos citados.

Todos que conviveram com Chico, sabem que ele tinha olhar peculiar sobre alguns avanços no campo da ciência. Então, por exemplo, depois da chegada dos astronautas na Lua, ele mencionava a articulação de forças extraterrenas que analisavam o comportamento das pessoas na Terra. Existem muitas contradições, mas alguns apontam que Chico Xavier falava de vida fora do nosso planeta, e que possivelmente seríamos visitados por extraterrestres.

Esse é apenas um dos pontos descritos na data limite de Chico Xavier, que aponta o próximo ano de 2019 como transformador na vida humana no planeta. Vejamos algumas profecias apontada pelo médium para esse período:

Guerras – Chico Xavier falou que num prazo de 50 anos poderíamos enfrentar um novo colapso entre povos, que seria considerada a 3ª Guerra Mundial. Ele fala que nesse intervalo seríamos expostos a uma espécie de teste de Deus, e se não nos saímos bem, o conflito entre nações ocorreria. Por outro lado, se mantivermos uma linguagem de paz, o médium falou que receberíamos graças divinas.

Desastres naturais – o poder de Deus não cessaria no possível combate entres os povos. Ele lançará na Terra terremotos, maremotos, erupções vulcânicas e outros desastres naturais. Poucos lugares no mundo se salvariam, o Brasil seria um deles.

Vivendo em harmonia – esse cataclismo unirá os sobreviventes. Na data limite de Chico Xavier, o cone sul da América será área procurada por povos de outros países, e aqui aprenderão a viver em harmonia, esquecendo problemas étnicos. Essa nova comunidade criará novos conceitos para viver em paz.

A cura de doenças – se a população mundial conseguir manter a paz esperada por Deus até 2019, Chico Xavier disse em seus relatos, que a humanidade seria premiada com a descoberta de curas para graves problemas de saúde.

Viver entre extraterrestres – ainda sobre esse assunto, a data limite de Chico Xavier é o sinal que entre nós viverão seres de outros planetas. De acordo com o médium, essas civilizações mais avançadas virão para nosso planeta a fim de nos ajudar a avançar na evolução. Eles nos prepararam para entender o universo com mais plenitude.
A data limite de Chico Xavier acontecerá?
Bem, existem muitas pessoas que consideram alguns dos fenômenos que Chico relatou a seus amigos, já está acontecendo. Por outro lado, profecias estão no imaginário da vida humana há milênios. Algumas ganham seguidores fervorosos e utilizam fatos cotidianos para comprovarem sua execução, outros mais céticos acreditam que elas possam acontecer, mas precisam de provas mais concretas.

Os amigos de Chico Xavier contam que o relato dele sobre a data limite, foi uma mensagem do próprio Jesus Cristo, que usou outros espíritos para repassar ao médium mineiro.

Talvez a principal mensagem da data limite de Chico Xavier, era apontar que esse momento tão atual para nós, é de muita reflexão. As previsões insistem na ideia de provação da nossa civilização perante Deus, e é bem possível que o médium tenha visto a confusão que 2019 estaria vivendo. Nos resta esperar para vê o que o próximo ano nos reserva.

Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
5
Criaturas lendárias & Lendas / Maria Padilha - Entidade
« Última mensagem por Athena em Julho 09, 2019, 16:41:07 »
Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra


MARIA PADILHA - História

Um rei casado com uma princesa, que se apaixonou por uma bela e jovem feiticeira, parece conto de fadas, porém é a história de uma das mais importantes pombas-gira.

Maria Padilla nasceu e cresceu em Astudilho, Palencia, Espanha por volta do ano 1334, e faleceu em Alcazar de Sevilha em 1361. Possivelmente de alguma doenca, posteriormente foi transportada a sua terra natal aonde permaneceu ate que a reconheceram como Rainha.
Foi entao a patir de esse momento que voltaram a transporta para a cathedral de Sevilha, aonde se encontra.

Maria pertencia a uma familia Castelhana, os Padilla, originarios de Padilla de Abajo, anteriormente Padiella de Yuso, na localidade de Burgos, cujos membros foram sempre pessoas destacadas na sociedade de essa epoca.

Está é a história da rainha Maria Padilha.

Nascida na Espanha Medieval teve o amor do rei Dom Pedro I de Castela, o qual foi chamado de "O CRUEL", pelo povo espanhol. Foi amante do rei, Maria de Padilha que era uma jovem muito sedutora. Viveu entre o ano de 1.300 à 1.400. Dom Pedro de Castela já estava noivo de Dona Blanca de Borbon, uma jovem pertencente a corte francesa, que foi enviada para Castela para casar-se com Dom Pedro, porque este estava já para assumir o Reinado do pai, no ano 1350. Dom Pedro I de Castela, não queria casar-se com Dona Blanca de Borbon, mais este casamento traria excelentes benefícios políticos para a corte Espanhola e Portuguesa.

Dom Pedro I de Castela era único filho do rei Afonso XVI com a rainha Dona Maria de Portugal.

Guerreiro cheio de honra e coragem vindo assumir o trono de Castela em 1.350. A cidade de Andaluzia no sul da Ibéria tornou-se capital do reino unido de Castela. Maria de Padilha foi viver no reinado de Castela como dama de companhia de D. Maria, mãe de D. Pedro I de Castela (O cruel). Padilha fez junto a uma árvore, um feitiço de amor, para conquistar o amor de seu rei ela preparou um espelho mágico vindo a fazer com que o rei se olha-se no espelho mágico sem saber que estava sendo enfeitiçado pelo poder do espelho.

O feitiço lançado ao rei pela poderosa Padilha seria eterno. Através deste feitiço, Dom Pedro se apaixonou por Padilha loucamente. Maria de Padilha e o Rei de Castela as escondidas começaram um grande caso de amor, onde sabiam que jamais seria aceito pela família e tampouco pela corte.

Maria de Padilha trabalhava na magia com um judeu cabalista e que estes a ensinou muitas magias e através destas... conseguiu dominar o Rei de Castela completamente. Ele tinha barba branca e usava um capote com desenhos de sinais poderosos da magia negra, com ele ela teria aprendido a arte da Goécia, a Magia Negra. Dom Pedro fez um castelo em Sevilha a pedido da Padilha, este castelo foi feito em estilo árabe palácio que foi construído e presenteado a Maria de Padilha pelo seu amado rei de Castela.

Então, Padilha passou a ficar como verdadeira rainha de Castela. Dom Pedro sua vinda ao castelo era secreta. Padilha mandou chamar uma bruxa de Andaluzia a qual era perseguida pela igreja, mas não se tinha provas de sua ligação com o Diabo, a qual fez um trabalho de amarração para Padilha onde o erotismo que uniu os amantes foi como um impulso sagrado. Em uma igreja havia um relicário onde em seu interior guardava uma relíquia, um cinto que diz ter pertencido a um santo.

Padilha então pensou se este cinto é poderoso, eu vou pegá-lo e assim retirou o velho cinto que estava ali. A seguir foi até o final da igreja onde havia uma tumba no qual estava sepultado um santo, aproximou-se da tumba, passou o cinto pelo ataúde, guardou-o e saiu. Pegou um pedaço de chumbo, derreteu, colocou em uma bacia com água e espiou La para dentro, em seguida pegou o chumbo e revirou-o para todos os lados por fim prendeu o chumbo ao cinto e levou o cinto ao seu amigo judeu Cabalista o qual trabalhou com fé e vigor no feitiço.

Terminado a magia mandou que Padilha colocasse esse cinto encantado no lugar onde estava o cinto que Dona Blanca dera ao marido. Depois Padilha foi ao nicho de São Crispim e orou batendo no peito como a uma penitente e depois esperou o resultado. Em frente ao bispo o cinto se moveu e transformou-se em uma cobra pronta a picar o rei, o cinto era igual ao que Dona Blanca havia dado ao rei assim Dona Blanca foi abandonada logo após o casamento e foi acusada de bruxaria onde o rei mandou executar a rainha, reafirmando assim o seu poder.

D. Blanca foi decapitada ao mando do Rei, sendo Padilha a grande responsável pela sua execução.
Maria de Padilha de Castela, depois da morte de D. Blanca passou a viver com o Rei em seu castelo em Sevilha.
Maria Padilha morreu antes do Rei de Castela e este fez seu velório e enterro como de uma grande rainha, a causa de sua morte foi por peste negra e foi sepultada nos jardins de seu castelo.

A entidade de Maria Padilha, mais que por castigo de Jesus e por mando do Rei das Encruzilhadas ela ainda permaneceria na terra e confins, comandando a sua quadrilha de mulheres e exus para todos os tipos de trabalhos.. Padilha castigada pelos seus pecados não pode entrar no reino dos céus, mas entrou no reino das trevas, poderosa comanda sua falange onde ensina e faz feitiços para atender a quem os invoca seu auxilio.

Dom Pedro dentre muitas mortes que ordenou consta a de seu irmão bastardo Dom Fradique mestre de Santiago de Compostela.
Dom Pedro I de Castela morreu nas terras de Montiel assassinado por outro irmão bastardo, Dom Henrique que o sucedeu no trono.
O corpo do rei deposto foi enterrado a frente da sepultura de sua Amada Rainha Padilha, onde foram construídos duas estátuas uma em frente a outra, para que mesmo na eternidade os amados nunca deixassem de olhar um pelo outro.

Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
6
Orbes / Re: Orbe?
« Última mensagem por scss em Julho 08, 2019, 11:29:42 »
Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
Parece me que sim, tens mais fotos?

Foi a única em que ficou. Apesar de ter tirado muitas e do mesmo ângulo.  :-\
7
Orbes / Re: Orbe?
« Última mensagem por Nice_Man em Julho 08, 2019, 00:52:44 »
Parece me que sim, tens mais fotos?
8
Orbes / Orbe?
« Última mensagem por scss em Julho 06, 2019, 17:37:17 »
Boa tarde,
Preciso da vossa ajuda  ;)
Ao tirar uma foto ao quartinho da minha menina reparei em "algo" que ficou na foto. Será uma orbe?
Grata desde já 🙏
9
Para quem quiser conversar e participar no nosso grupo pode clicar no nosso link para aderir ao grupo Whatsapp- Portugal Sobrenatural  ;D

Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
10
Ocultismo (Geral) / Re: Pedido estranho
« Última mensagem por Nice_Man em Julho 05, 2019, 19:42:00 »
Voto tarot a 27 anos , e nunca vi semelhante coisa , para uma consulta de Tarot não é necessário nada disso  :)
E um cabelo teu , foto e 5 pedras de sal não serve para nada , mesmo colocado debaixo do sitio onde dormes .
Páginas: [1] 2 3 4 5 6 7 8 9 10