Likes 0 Likes

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Sinister

  • *
  • Guru
  • ****
  • Mensagens: 656
  • Sexo: Masculino
  • Unknown Error
  • Avaliação:
Quando a guerra parou para se comemorar o Natal
« em: Maio 04, 2017, 23:37:50 »
Em Dezembro de 1914, suspendeu-se a guerra por umas horas e os soldados de ambos os lados das trincheiras voltaram a ser apenas civis.

Sem permissão para ver imagens. Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra

Militares alemães e britânicos posam para a fotografia, em Ploegsteert, Bélgica, durante a trégua natalícia.


Em Dezembro de 1914, havia trincheiras nas frentes de batalha da Bélgica e da França. Os soldados disparavam através de uma terra-de-ninguém semeada de camaradas feridos e mortos. No dia 24 de Dezembro, porém, em certos pontos da frente ocidental, os alemães colocaram nos parapeitos das trincheiras árvores iluminadas e os Aliados juntaram-se a eles numa paz improvisada: foi a trégua de Natal da Primeira Grande Grande, cujo centésimo aniversário se celebrou em Dezembro de 2014.

A trégua “borbulhava a partir das fileiras” apesar dos éditos contra a confraternização, defende o historiador Stanley Weintraub. Depois de promessas gritadas entre trincheiras, alguns soldados dedicaram cânticos de Natal aos adversários. Outros emergiram para dar apertos de mão e partilhar cigarros. Muitos concordaram em estender a paz até ao dia de Natal para se poderem encontrar de novo e enterrar os mortos. Cada lado ajudou o outro a cavar sepulturas e a realizar homenagens fúnebres. Os soldados partilharam comida e presentes, trocaram botões de uniformes como lembranças e defrontaram-se em partidas de futebol.

“Ali ninguém queria continuar a guerra”, assegura Weintraub. Mas as altas patentes ameaçaram os soldados que fugiam ao cumprimento do dever. Com o início do novo ano, ambos os lados “continuaram o seu trabalho sombrio”, diz o historiador. Muitos recordaram carinhosamente a trégua nas cartas enviadas para casa e em notas dos seus diários: “Maravilhosamente espantoso, ainda que muito estranho”, escreveu um soldado alemão.

  • Gosto    Nao Gosto    Supreendido    Medo    Triste    Sorriso    Terror    Piscar    Desconfio    Lágrimas

Offline maryn

  • *
  • Guru
  • ****
  • ET go home
  • Mensagens: 530
  • Sexo: Feminino
  • Avaliação:
Re: Quando a guerra parou para se comemorar o Natal
« Responder #1 em: Maio 05, 2017, 11:48:00 »
sempre as altas patentes a promover a guerra :(

interessante mesmo
  • Gosto    Nao Gosto    Supreendido    Medo    Triste    Sorriso    Terror    Piscar    Desconfio    Lágrimas
The truth is out there

Offline Sinister

  • *
  • Guru
  • ****
  • Mensagens: 656
  • Sexo: Masculino
  • Unknown Error
  • Avaliação:
Re: Quando a guerra parou para se comemorar o Natal
« Responder #2 em: Maio 06, 2017, 00:24:16 »
Sem permissão para ver links. Regista te ou Entra
sempre as altas patentes a promover a guerra :(

interessante mesmo

Infelizmente ..
E o mesmo se continua a passar , basta darem poder a um "louco" e os soldados tem de fazer todos o que ele quer , usam mentiras , usam os meios de comunicação para enganar  e controla-los .
Eu acho que qualquer pessoa antes de lutar por uma causa deveria saber realmente a verdade das coisas  e ter uma opinião própria .Existem muitos soldados que parece que são robôs .. só seguem ordens e nem sabem pelo o que estão a lutar   :-X
  • Gosto    Nao Gosto    Supreendido    Medo    Triste    Sorriso    Terror    Piscar    Desconfio    Lágrimas

Online Athena

  • *
  • Administrador (a)
  • Mestre
  • *****
  • Mensagens: 1721
  • Sexo: Feminino
  • Deus não joga aos dados (Albert Einstein)
  • Avaliação:
Re: Quando a guerra parou para se comemorar o Natal
« Responder #3 em: Setembro 11, 2017, 18:28:33 »
E depois voltaram à guerra que trabalho é trabalho.
É bom por um lado, pois o espírito natalício existe no mundo ocidental.
Mas por outro, seria bem melhor parar a guerra de todo.
  • Gosto    Nao Gosto    Supreendido    Medo    Triste    Sorriso    Terror    Piscar    Desconfio    Lágrimas
A religião do futuro será cósmica e transcenderá um Deus pessoal, evitando os dogmas e a teologia.
(Albert Einstein)

 

Convite para o mini-fórum "Grupo de Tarot"

Iniciado por Pucca

Respostas: 0
Visualizações: 60
Última mensagem Janeiro 05, 2017, 16:06:40
por Pucca
Hospital recebe voluntários para doar carinho a bebés

Iniciado por Athena

Respostas: 0
Visualizações: 29
Última mensagem Setembro 09, 2017, 09:53:28
por Athena
Recomenda alguma dica para as férias de Verão ?

Iniciado por Nice_Man

Respostas: 15
Visualizações: 146
Última mensagem Junho 28, 2017, 10:29:41
por maryn
Fugir para nos encontrarmos a nós mesmos

Iniciado por Athena

Respostas: 0
Visualizações: 610
Última mensagem Agosto 21, 2016, 11:59:03
por Athena
Orações para Bobby

Iniciado por Mr.MorningStar

Respostas: 1
Visualizações: 172
Última mensagem Novembro 20, 2016, 10:00:08
por Pucca
Ficamos na Terra ou vamos para o Céu?

Iniciado por Mestre Cruz

Respostas: 13
Visualizações: 98
Última mensagem Abril 07, 2017, 23:02:14
por Josemagismo
Ideias para um novo projecto

Iniciado por SalvadorMarto

Respostas: 2
Visualizações: 95
Última mensagem Outubro 02, 2017, 09:45:20
por Sky